Pular para Conteúdo Principal
Lions Clubs International Foundation Lions Clubs International Foundation
Pular para rodapé

Trabalho com vítimas de desastres

Trabalho com vítimas de desastres

section

A Lions Clubs International Foundation possui grande experiência em fornecer ajuda imediata e de longo prazo após desastres. Leões locais e líderes Leões avaliam as necessidades imediatas e desenvolvem um plano de reconstrução de longo prazo em conjunto com a equipe da LCIF. Ficamos todo o tempo necessário para concluir o trabalho de ajuda após o desastre e ajudar as vítimas a voltar às suas rotinas. Leia mais sobre nosso trabalho com vítimas de desastres em nosso documento Prospecto sobre desastres.

Ajuda a vítimas de desastres por meio da LCIF

  • Todos os anos, a Fundação doa milhões em subsídios para ajuda a vítimas de desastres. Nos últimos 10 anos, a Fundação doou mais de US$ 100 milhões.
  • Foram mobilizados US$ 6 milhões para ajudar as vítimas do terremoto no Haiti, US$ 15 milhões após o tsunami no Sul da Ásia, US$ 5 milhões para projetos em socorro às vítimas do furacão Katrina em quatro estados norte-americanos, US$ 3 milhões após o terremoto na China, US$ 3 milhões após a devastação dos atentados de 11 de setembro de 2001 e assistência para várias outras catástrofes.
  • Os doadores podem ter certeza de que os fundos confiados à LCIF apoiarão iniciativas que causam impacto em comunidades e mudam vidas.
  • Os projetos são realizados por Leões da comunidade, que compõem uma ampla rede de 1,35 milhão de associados em 208 países e regiões no mundo todo.
  • Assista a um vídeo destacando o trabalho de ajuda a vítimas de desastres da LCIF.

Ajuda a vítimas após a tempestade Sandy nos EUA

A Lions Clubs International Foundation mobilizou US$ 740.000 para ajudar as pessoas afetadas pela tempestade Sandy em 2012, incluindo um subsídio para Grandes Catástrofes de US$ 100.000. Alguns exemplos de subsídios da LCIF em ação incluem: 

  • Connecticut, Distrito 23-C: A equipe de ALERTA do Lions trabalhou para fornecer refeições a comunidade em abrigos e outros locais onde refeições eram necessárias.
  • Maryland, Distrito 22-B: O Lions forneceu kits de higiene pessoal, incluindo escovas de dentes, pastas de dentes, toalhas, sabonetes e muito mais, para 400 famílias desabrigadas acolhidas em um centro comunitário local.
  • Nova Jersey, Distritos 16-A, 16-B, 16-C, 16-D e 16-E: O Lions trabalhou com bancos de alimentos locais para fornecer comida, água e cobertores para moradores necessitados.
  • O Lions Clube Flatlands/Distrito 20-K1 em Nova York, EUA, formou parceria com o programa Gerritsen Beach Cares Long Term Recovery para ajudar idosos, enfermos e residentes/famílias com mais dificuldade econômica para reconstruir suas casas.
  • O Lions de Nova Jersey está fazendo reformas em casas de pessoas de baixa renda que não tinham seguro e não receberam fundos da Agência Federal de Gerenciamento de Emergência (FEMA). Concentrados na comunidade da costa de Nova Jersey, voluntários do Lions e outras pessoas farão consertos básicos para tornar as casas habitáveis novamente.

Leões nas áreas afetadas não foram os únicos que ofereceram ajuda para quem precisava. Muitos Leões generosos enviaram suprimentos, ajudaram a angariar fundos e fizeram doações ao fundo de ajuda a vítimas de desastres da LCIF. Veja um vídeo sobre as iniciativas de socorro da LCIF e do Lions aqui.

Renande Pierre-Louis posa em frente à sua nova casa.Ajuda às vítimas do terremoto no Haiti

  • Após o terremoto atingir o Haiti em 2010, o Lions imediatamente criou três cidades de barracas para abrigar 2.500 pessoas. Agora, o Lions está ajudando a reconstruir a infraestrutura vital.
  • A LCIF colaborou com a organização Food for the Poor na construção de 400 residências permanentes e um centro comunitário que oferecerá treinamento vocacional. A LCIF doará US$ 1,5 milhão e a Food for the Poor contribuirá com US$ 1,28 milhão.
  • Os Lions clubes do Distrito Múltiplo 105, Inglaterra, Escócia, Ilha de Man, Irlanda do Norte, País de Gales e Ilhas do Canal, doaram mais de US$ 700.000. Parte dessa doação foi usada para construir um novo centro de treinamento vocacional no Instituto Montfort para Surdos em Porto Príncipe.
  • Seiscentas famílias haitianas se mudaram para novas casas provisórias graças a uma parceria entre a LCIF, os Lions clubes do Distrito Múltiplo 111 da Alemanha e a organização não governamental internacional HELP. Essas famílias são as mesmas que estavam abrigadas em cidades de barracas do Lions. A LCIF forneceu US$ 1,4 milhão para esse projeto.
  • A nova Escola Nacional de Enfermagem de Porto Príncipe, que oferecerá vagas para 350 estudantes por ano, terá quatro salas de aula e um laboratório. Mesmo antes do terremoto, já havia uma carência de profissionais da área de saúde, principalmente enfermeiras. A LCIF forneceu US$ 368.421, ou 27% do custo total do projeto, para as despesas de construção e compra de equipamentos. O projeto está sendo realizado em parceria com a HumaniTerra International, uma ONG dedicada a cirurgias.
  • Os Leões estão reconstruindo a Escola Notre Dame, em Porto Príncipe, por meio de um Subsídio de Assistência Internacional oferecido pelos Lions clubes do Distrito 103-SW da França. A escola, fundada em 1978, atende a estudantes de famílias carentes e é apoiada pela organização não governamental SOS Enfants Sans Frontiers. A escola foi gravemente danificada pelo terremoto de 2010. Até a reconstrução da escola, os 361 estudantes tiveram de assistir às aulas em salas temporárias e locais alternativos. 

Vila do Lions de Peng Hua, na província de Sichuan, China

  • Única organização de clubes de serviço voluntário oficialmente reconhecida pelo governo chinês.
  • Vila destruída por um terremoto em 2008 no centro da China.
  • Oitenta casas foram doadas a famílias durante uma cerimônia em outubro de 2009 para comemorar a conclusão da primeira fase de um projeto de duas fases que construirá mais de 150 casas.
  • Os Leões chineses trabalharam em conjunto com os habitantes da vila no processo de reconstrução e alguns chegaram a viajar 10 vezes até a região para colocar a mão na massa, além de doarem suprimentos.
  • Três escolas também foram reconstruídas na mesma área e abertas em setembro, a tempo para o reinício do ano escolar.

Ajuda em quatro estados após o furacão Katrina

  • Foram mobilizados US$ 5 milhões para necessidades imediatas e reconstrução de longo prazo nos estados do Alabama, Flórida, Louisiana e Mississippi após o furacão de 2005.
  • Cerca de 3 milhões de pessoas se beneficiaram dos esforços dos Leões.
  • Os fundos ajudaram a reconstruir e equipar escolas, reconstruir ou estabelecer clínicas oftalmológicas e bancos de olhos Leonísticos, fornecer dispositivos para assistência e reabilitação de pessoas com deficiências, reformar acampamentos do Lions e apoiar vários outros projetos.
  • Leões dos EUA e Canadá levaram suprimentos até áreas atingidas.
  • Dando continuidade às iniciativas de longo prazo de auxílio a vítimas de desastres, incluindo a conclusão recente de uma escola de ensino médio em Chalmette, Louisiana, onde a escola anterior ficou completamente destruída, a renovação do banco de alimentos Twelve Baskets em Mississippi e a reconstrução do Acampamento Wilkes no Mississippi.

Reconstrução de vilas e recuperação da economia no sul da Ásia após o Tsunami

  • Mais de US$ 15 milhões foram doados para trabalhos de reconstrução de longo prazo em quatro países: Tailândia, Índia, Indonésia e Sri Lanka.
  • Mais de 4.000 casas foram reconstruídas e centros comunitários e de saúde, escolas e orfanatos foram construídos.
  • Os esforços de reconstrução após o tsunami foram agora finalizados na Indonésia e Tailândia, e esperamos que os projetos para Sri Lanka e Índia sejam completados no decorrer do ano.

Lions fornece ajuda após os ataque de 11 de setembro de 2001

  • Foram mobilizados US$ 3,2 milhões para as iniciativas de socorro após os ataques.
  • Foram comprados ferramentas de resgate e contêineres de carga para serem usados pelas equipes de auxílio a vítimas de desastres como dormitórios e locais aquecidos, uma rede de comunicação por e-mail, telefone e site foi estabelecida e foram criados vários acampamentos para abrigar famílias das vítimas.

section

Pular para o Topo